quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

A Tolerância leva à amizade!....

A professora de Educação Moral e Religiosa Católica, promoveu uma atividade com os seus alunos que se enquadrou na comemoração do Dia Mundial da Tolerância, dia 16 de Novembro. A partir da palavra tolerância, caminhamos para outros valores importantes na vida quotidiana, tais como a amizade, o respeito, a paz. Esta ideia foi sugerida pelos alunos e concretizou-se no recinto da escola.


Juntos, somos capazes!



quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Comemoração do Dia Mundial dos Direitos Humanos

O dealbar dos tempos tornou o mundo mais complexo, mais injusto, onde em muitas situações os Direitos não são reconhecidos para todos, da mesma forma!
Será que não podemos fazer nada!
Enquadrado no Dia Mundial dos Direitos Humanos, o Clube UNESCO e grupo de E.M.R.C, vão desenvolver as seguintes actividades:
- Definir para cada dia da Semana um pensamento alusivo as Direitos Humanos;

- Visualização de alguns vídeos na Biblioteca, uma reflexão sobre os mesmos e a elaboração de uma frase para ser escrita numa fita;

- Exposição de trabalhos alusivos ao tema;

- No dia 12 de Dezembro haverá um lançamento de papagaios com mensagens, ao primeiro intervalo da manhã;

- Elaboração de uma Árvore de alusiva aos Direitos Humanos.

- E outras mais...

Campanha de Natal 2011




À semelhança da mensagem do Presépio de Belém, também, o Carinho, a Ternura, o Amor, a Partilha são valores que deveriam estar sempre presentes nos nossos corações.
A colaboração de todos pode ser preciosa! Os alunos do 6ºano levarão o resultado desta campanha para oferecerem aos meninos da Casa do Gaiato – Miranda do Corvo. Se quiseres contribuir poderás fazê-lo na BIBLIOTECA.


Poderás contribuir com: *Géneros Alimentícios (arroz, massa, leite, bolachas, atum, salsichas, grão, feijão…)

*Roupa

*Livros

*Brinquedos


Neste Natal, faz brilhar muitas estrelinhas!... Esta campanha decorrerá até ao dia 14 de Janeiro de 2012

domingo, 27 de novembro de 2011

Ser Voluntário é dar um pouco de Nós!








Integrada na Campanha de Recolha para o Banco Alimentar, 10 alunos do 9ºano da nossa escola tiveram oportunidade de por em prática o princípio de alteridade, ou seja, dar um pouco do seu tempo, de si próprios a uma causa que é de todos.
Durante este fim-de-semana, decorreu a campanha de recolha de alimentos, para o Banco Alimentar Contra a Fome, instituição portuguesa fundada por Isabel Jonet que desde 1992, recolhe, armazena e distribui alimentos que, actualmente, chegam a mais de 100 mil pessoas carenciadas em todo o país.
Para estes alunos, de ponto de vista pessoal, o trabalho desenvolvido é uma experiência enriquecedora, pois criam-se novas amizades, adquirem-se outros valores e sente-se que se está a contribuir para uma causa justa. «Faço isto porque gosto e porque se contacta directamente com as pessoas. Sabe bem poder explicar-lhes o que estamos ali a fazer e algumas até mudam de opinião. Prefiro mil vezes fazer isto do que dar uma esmola a alguém no meio da rua, no metro, ou aonde for».

Vai e Faz Vai e faz - Dá um pouco de ti
Pensa em ti pensa em mim E nos outros também
Vai e faz - Basta um pouco de ti
Tu vais ser mais feliz E os outros também
Vai e faz - É de livre vontade
Que este mundo há-de Ir sempre mais além
Vai. que tu mereces e eu mereço
Faz. Que tu conheces e eu conheço.
Vai. Eu canto aquilo que fizeres.
Faz. Eu quero o mesmo que tu queres.
Vai. E dá antes que te peçam.
Faz. Para que os outros não te impeçam.
Vai. Eu canto aquilo que fizeres.
Faz. Eu quero o mesmo que tu queres!

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Dia Mundial da Tolerância - 16 de Novembro









No dia 16 de Novembro de 2011, os alunos inscritos na disciplina de EMRC, dos diferentes anos de escolaridade aceitaram o desafio que lhes foi lançado: Construir um mural sobre a TOLERÂNCIA.

Tudo começou na parte da manhã, no recinto da escola, onde de forma gradual se foi vislumbrando a palavra TOLERÂNCIA. A partir daqui, caminhamos a vários ritmos para conseguirmos alcançar a AMIZADE através dos nossos passos e diferentes pegadas que representam a diversidade cultural, os diferentes temperamentos, as pessoas diferentes que vivem e convivem no contexto escolar. Aqui fica uma mensagem do 6ºB:
Será que queremos um mundo intolerante?
Não, porque a amizade fala mais alto…
Tolerância não é terra
Tolerância não é mar
É o cantinho da amizade que
nós devemos preservar!
A amizade é tudo
A intolerância não é nada.
É o que nos queremos
E devemos conservar
.


















À procura de um Sentido! - Testemunho missionário


No dia 24 de Outubro por volta das 14 horas a professora Estela Brito organizou uma excelente palestra sobre a Missão na Etiópia com o Senhor Padre Jorge Amaro, missionário da Consolata, enquadrada no tema:"`A Procura de um Sentido!"
Nesta palestra estiveram presentes os alunos do 9º C e D. Com as historias do Padre Jorge também estiveram presentes as nossas gargalhadas em reposta às suas histórias mirabolantes de ratos e mulas…. É na verdade impressionante e só com muito amor pelas pessoas, torna o impossível em ações concretas.
Na Etiópia vivem-se momentos difíceis, não só agora mas sempre, doenças que poderiam apenas ser evitadas com uma simples vacina, crianças que viajam quilómetros para ir para a escola e ainda trabalham na mesma pelo simples gosto de estudar, enquanto nós reclamamos por acordar às oito da manhã ou ter que resolver simples exercícios de matemática.
Existem,também, falta de alimentos e recursos médicos, e foi-nos contada uma história de uma menina de nove anos que viajou horas com o seu irmão mais novo para este ter auxilio médico.São nestas pessoas que nós vemos verdadeiramente o significado da palavra coragem.
Esta palestra de sensibilização teve êxito, e por isso agradecemos ao Sr. Padre Jorge por ter disponibilizado o seu tempo para nos contar as suas aventuras pelas altas montanhas e largos rios de África, proporcionando-nos uma hora de riso e alguma reflexão sobre os problemas que zona do mundovive, mas apenas é abafado e não exposto como qualquer outra informação.
Vale a pena pensarmos nisto: Que sentido damos à nossa vida? Será que aproveitamos todo o bem que temos?
Lúcia Moitinho - 9ºC

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Ser Voluntário - Um exemplo na Missão de Marrere ( Moçambique)

O doutor “mocunha”

“Mocunha” designa, em língua macua, estrangeiro ou branco . Claro que o tom de pele varia de pessoa para pessoa. Mas que há indivíduos mais brancos do que outros é uma realidade natural e habitual. O certo é que os nórdicos pouco habituados ao sol, aparecem neste país com uma alvura maior. Por isso, a criançada depressa os baptiza de “mocunhas”.
A Missão em Março recebeu um jovem alemão, meio careca, revelando estar pouco habituado ao sol.
Benjamin Wolf é o seu nome. Natural de Freiburg na Alemanha, muito cedo se habituou a conhecer outros povos. Terminou o ensino secundário em Coconut Creek (Florida, USA) e frequentou o terceiro ano de medicina em Lisboa. Em 2011 enquanto fazia o ano comum de medicina em Leipzig, Viena e Salvador (Brasil), resolveu trabalhar por um mês no Hospital Geral do Marrere, em Nampula-Moçambique. Chegou para trabalhar com os doentes que não têm acesso aos cuidados mínimos, aliás sonho de muitos estudantes de medicina da Europa. O contacto com uma cultura diferente e o contacto com outro sistema de saúde, foram desafios que o levaram a deixar a tranquilidade e optar pelo inesperado e até insólito do continente africano
Acolhido na Missão, tendo como patrono o Dr.Amanzio, cardiologista italiano, também ele voluntário e o Dr.Daniel, médico moçambicano de clínica geral, depressa sentiu a urgência de ajudar os trezentos e muitos doentes que diariamente esperavam consulta e os cerca de 150 doentes hospitalizados .
Não foi fácil trabalhar num hospital africano onde, tantas vezes, aparece a mistura do sofrimento, alegria, incúria e a insensibilidade. Revoltava-o a preguiça ,a despreocupação e ainda falta de compaixão pelo sofrimento dos doentes. Custava-lhe sempre compreender a passividade do pessoal perante a dor alheia. Não compreendia a falta de medicamentos, sobretudo antibióticos, vitaminas e analgésicos. Dizia: “a morte é omnipresente e os médicos e enfermeiros quase nunca sentem uma falha médica – a morte não é algo realmente evitável – fica nas mãos de Deus”.
Todas as manhãs, vestia a sua bata branca e colocava o estetoscopio e partia para uma nova aventura. Diariamente trazia histórias clinicas, melhor dramas de quem sente a dor e a morte como algo próprio. De tarde, voltava ao hospital para acompanhar a evolução dos doentes e ver se os doentes e verificar se estes tinham recebido os medicamentos Foi incansavel durante o seu tempo de permanência ,certamente devido á sua juventude e entusiasmo . Sentia-se bem como médico e como ser humano. Não foram poucas vezes que dava um salto á cidade de Nampula para comprar medicamentos nas farmácias e ministrar aos doentes. Sentia-se bem por partilhar o seu saber e a sua generosidade. Não se cansave de repetir a importancia de um estágio clinico num hospital africano como algo obrigatório a todos os estudantes de medicina dos países europeus.
Regressou á Alemanha cheio de histórias e plenamente realizado por ter tido a coragem de ter oferecido o seu mês de férias aos doentes moçambicanos. Marcou a diferença com a sua generosidade, mas por certo a experiência que fez no Hospital Geral do Marrere e as vivências numa Missão católica ficarão para sempre na sua memória e no seu curriculum.
(História contada pelo Sr. Pe. Jacob, Missionário de S. João Baptista)

domingo, 23 de outubro de 2011

23 de Outubro - Dia Mundial das Missões




A Igreja Católica celebra este domingo o 85.º Dia Mundial das Missões, apelando às suas comunidades para uma maior cooperação e solidariedade junto das populações mais desfavorecidas.
A prioridade foi definida por Bento XVI na sua mensagem para as comemorações deste ano, intitulada "Assim como o Pai me enviou, também eu vos envio a vós".
Promover a participação ativa em ações e campanhas que visem a dignidade de todas as pessoas e criar uma consciência viva de solidariedad estão entre as principais preocupações apresentadas para este dia.


O Papa Bento XVI propõe também “atitudes e gestos que levem a um maior espírito de abertura, diálogo, colaboração e compreensão entre as pessoas, grupos e comunidades”. Segundo o Papa, a Igreja e os cristãos não podem ficar tranquilos ao saberem que “após dois mil anos ainda existem povos que não conhecem Deus e não escutaram a sua mensagem de salvação”.

O presidente da Comissão Episcopal das Missões portuguesa defende que o nascimento de uma Igreja “toda missionária” só será possível quando cada cristão se assumir como “rosto” de Cristo, “apaixonado pela humanidade”.





















Ação simbólica contra a Pobreza e Fome no mundo...

Nós somos Grãos de uma Romã que ajudam o mundo a ser mais feliz e a encontrar um sentido mais equilibrado e harmonioso.
Nós não deixaremos ninguém empobrecer;
Nós teremos força para o novo amanhecer...
Esta iniciativa conjunta que congregou cerca de 500 pessoas pelo mesmo objetivo tem que ter a sua expressão no concreto, no quotidiano, nos diferentes contextos onde estamos inseridos.
É possivel fazer a diferença!
Aqui fica o sentir dos alunos do 9ºB:

É possível
fazer alguém sorrir, sem dizer uma palavra...
É possível mudar para melhor um mundo cada vez mais diferenciado.
Ignorar o racismo, combater a fome e a pobreza, grandes desafios lançados!
Mas,
TODOS JUNTOS PODEMOS FAZER A DIFERENÇA!
VALE A PENA ACREDITAR!

domingo, 9 de outubro de 2011

LEVANTA-TE E ATUA CONTRA A POBREZA E PELOS OBJETIVOS DO MILÉNIO



A iniciativa "Levanta-te e Actua" começou em 2006, ano em que 23 milhões de pessoas se Levantaram contra a Pobreza; no ano seguinte, 43 milhões de pessoas Levantaram-se e Fizeram-se Ouvir.

Esta mobilização surge numa altura em que se estão a tentar encontrar centenas de milhares de milhões de dólares para socorrer instituições financeiras e banqueiros ricos, enquanto a cimeira de emergência sobre os ODM realizada nas Nações Unidas em finais de Setembro apenas conseguiu gerar compromissos no valor de 16 mil milhões de dólares para pôr fim à pobreza. Grande parte deste dinheiro virá do sector privado e de organizações não governamentais e existem algumas dúvidas sobre se os compromissos agora assumidos pelos governos representarão fundos para além dos que já haviam sido prometidos anteriormente. Os participantes na campanha "Levanta-te e Actua" vão enviar aos dirigentes mundiais uma mensagem muito clara, dizendo que, poucas semanas após terem assumido novamente o compromisso de agir no sentido de alcançar os Objectivos de Desenvolvimento do Milénio, milhões de cidadãos estão a acompanhar a sua acção e exigirão que honrem as suas promessas.

“Não irão continuar a permanecer passivos, enquanto 50 000 pessoas morrem todos os dias de doenças evitáveis", disse Salil Shetty, Director da Campanha do Milénio. Esta acção tem que ver com a solidariedade entre homens, mulheres e crianças de países ricos e pobres; tem que ver com assumir responsabilidade por aquilo que nós próprios podemos modificar e com pedir contas aos dirigentes que não cumpram as suas promessas", disse Sylvia Borren, Co-Presidente da aliança Apelo Mundial à Acção contra a Pobreza (GCAP).

No dia 17 de Outubro de 2011, próxima 2ª feira, na Escola Secundária de Seia, Sede do Agrupamento das Escolas de Seia, no Dia Mundial de Erradicação da Pobreza, mais de trezentas pessoas da comunidade educativa irão no intervalo das 10:00 10:30, unir-se neste movimento, mostrando um cartão vermelho à pobreza extrema. Vamos estar também presentes e em conjunto apelar para a mudança, para uma nova consciência!


Programa

9.55 Receção aos convidados 10:00 Reunião no Polivalente previamente decorado

10:05 Visionamento de um filme sobre os objetivos do Milénio

10:15 Leitura do manifesto

10:16 Todos em pé mostram cartão vermelho à pobreza


10:20 Interpretação musical

10.25 Recolha dos cartões para contabilização dos participantes

terça-feira, 21 de junho de 2011

Visita ao Lar da Fundação Aurora Borges




No passado dia 20 de Junho, a turma do 6.ºA da Escola Básica Dr. Abranches Ferrão, teve mais uma vez, o grande privilégio de ir visitar e dar um pouco de ânimo aos nossos “amigos mais velhinhos”, mas desta vez com uma pequena excepção… desta vez levámos a nossa colega Ana Raquel! Esta nossa amiguinha tendo sido a primeira vez que saíra com a turma, estava toda entusiasmada como todos nós.
Chegámos ao lar e os nossos amiguinhos que já nos era conhecidos, ficaram todos contentes por nos terem visto de novo.
No princípio começámos por mostrar um pequeno vídeo que demonstrava um pouco mais o que a Raquel fazia no seu dia-a-dia na Unidade de Multideficiência.
Depois, coube a todos os meninos interpretar uma canção, “Dar mais”…
De seguida houve um pequeno teatro denominado “A Árvore que sabia dar-se!”. Esta história tinha como objectivo mostrar às outras pessoas que todos nós, independente da idade, têm sempre algo para dar aos outros. Ao longo da nossa vida a doação pessoal, pode-nos tornar muito felizes!
Entretanto, visualizamos um filme feito por nós, de uma obra já conhecida, “O Sapo Apaixonado”. Por fim todos os meninos interpretaram duas canções “Ter amigos é tão bom” e “O Passarinho”, com a ajuda dos nossos amiguinhos mais velhos. Aquele momento foi “ginástica total”, pois todas as pessoas reunidas naquela pequena sala de convívio se divertiram imenso.
Ah! Esqueci-me de dizer que os alunos fizeram uma surpresa aos amiguinhos, demos uma espiga feita em pão com uma pequena mensagem: “Quero ter um amigo, uma amizade construir, com um gesto de partilha, a todos queremos retribuir”. O mesmo gesto nos foi dado, através da oferta de um pequeno manjericão, feitos pelos nossos amiguinhos. Muito Obrigada!
Em meu nome e de todos os meus colegas queríamos agradecer muito a disponibilidade do transporte. Um MUITO obrigada!
Para finalizar agradecemos também à Professora Estela Brito e à Professora Bibliotecária da nossa escola por terem dinamizado esta actividade em conjunto com a Dr.ª Rita, responsável pela Fundação. É sempre muito bom conviver com quem mais precisa de nós! Basta um simples gesto! Obrigada pela experiência!

Lúcia Melo 6.ºA N.º11

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Matrícula nas aulas de Educação Moral e Religiosa Católica

Nota Episcopal




A lei prevê que os encarregados de educação possam escolher, no acto da matrícula, a aula de educação moral e religiosa católica para os seus educandos que frequentam as Escolas Públicas no ensino Básico e Secundário.


Todos queremos que o trabalho das Escolas, antes de ser transmissão de conhecimentos e práticas especiais, ajude as nossas crianças, adolescentes e jovens a crescerem como pessoas, a fazerem bem as escolhas que a vida lhes exige e sobretudo a configurarem bem o seu projecto pessoal de vida. É essa ajuda que especialmente as famílias e encarregados de educação pedem às escolas.


O acto da matrícula é o momento de tomar a decisão, escolhendo esta aula de educação moral e religiosa católica. Apelamos, por isso aos pais e encarregados de educação para exercerem este seu direito de escolha.

Guarda e Paço Episcopal, 8 de Junho de 2011

+Manuel R. Felício, Bispo da Guarda

sábado, 4 de junho de 2011

Visita de Estudo a Belmonte

No dia 11 de Maio de 2011, 40 alunos do 7º ano participaram, de forma activa, interessada na visita de estudo ao Roteiro Judaica existente na nossa Diocese da Guarda: Belmonte.

A importância de Belmonte no contexto da História de Portugal releva da Idade Média, tendo-lhe sido concedida Carta de Foral em 1199 por D. Sancho I, que quer " povoar e restaurar ", assegurando, desta forma, o controlo político da região para a Coroa Portuguesa. Simultaneamente, e uma vez que se tratava de uma zona de fronteira com o reino de Leão, inicia-se a construção de reduto fortificado que nos finais do séc. XIII, a pedido do Bispo de Coimbra, a cujo senhorio pertencia, é transformado em castelo, sendo então construída a Torre de Menagem. No séc. XIII, Belmonte é já uma vila em franco desenvolvimento, justificando a existência de duas igrejas ( S. Tiago e Stª. Maria ) e uma sinagoga.
Com a conversão forçada do fim do séc. XV e o estabelecimento da Inquisição, em 1536, o judaísmo português foi proibido e oprimido. Os judeus passaram a ser Cristãos-Novos.
Por causa das perseguições, muitos judeus partiram para países estrangeiros, mas os outros ficaram em Portugal. Destes últimos, uma maioria não abjurou a sua fé judaica mas, como não a podiam professar publicamente, recorreram à ocultação religiosa. Assim nasceu o criptojudaísmo, que manteve vivas as tradições judaicas dos cristãos-novos, descendentes do velho judaísmo português.

Aqui fica um pequeno registo daquilo que foi esta experiência:


video

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Visita de estudo a Salamanca - A Cultura e a Fé

No dia 1 de Abril, 62 alunos do 8º e 9º ano, participaram na visita de estudo à cidade de Salamanca, Património Mundial da Unesco e inserida no Plano Anual de Actividades. Esta visita procurou realçar o enquadramento da fé com a cultura, ou seja, verificar como o religioso se encontra explanado na beleza de um património tão vasto e rico. Os alunos tiveram oportunidade de visitar o Convento de S. Estevão, datado do século XVII, onde predominam o estilo românico, barroco e plateresco, bem como as Catedrais, a Universidade Pontifícia, a Casa das Conchas e a Plaza Mayor.

-Perante aquilo que foi visto, aqui fica o registo das emoções sentidas por alguns alunos: - Gostei muito, foi muito interessante, foi motivadora e divertida; ( Francisca Borges – 8ºB) - -Aprendemos que a grandeza de Deus está presente nas grandes obras de arte, a beleza não tem limites e vislumbra-se de todas as formas. - Monumentos grandiosos, com muita perfeição e que ilustravam várias fases da vida de Jesus e de pessoas que marcaram a vida da Igreja.

-Valeu a pena! É com estas experiências que identificamos e reconhecemos o valor do património religioso, cultural que existe à nossa volta .( 9ºA)

-Gostámos muito, foi divertida e única! ( 8ºA)

domingo, 3 de abril de 2011

A Beleza de Deus na Arte... - Visita a Salamanca.

Fica, por agora, um pequeno registo fotográfico:






Jovens, sede Jovens ( João paulo II) - com Deus ou sem Deus?

Inseridas nas IV Jornadas do Conhecimento, enquadradas na preparação para o Dia Diocesano da Juventude que se realizará em Seia, no dia 16 de Abril e para as Jornadas Mundiais da Juventude em Madrid, a Galeria Paz de Espírito em colaboração com o DPJG organizaram um conjunto de actividades sobre a seguinte temática: Edificados em Cristo, firmes na Fé!
Neste âmbito, no dia 28 de Março realizou-se o primeiro workshop na Escola Básica Dr. Abranches Ferrão como forma de convidar e desafiar os jovens do 9ºano, na sua maioria, e uma representação das quatro turmas do 8ºano para reflectirem sobre a importância da existência de Deus nas suas vidas.


Depois da visualização de um filme, seguiu-se o diálogo com o dinamizador destes trabalhos, o Rev. Pe Jorge Castela, responsável pela Pastoral Juvenil da nossa Diocese. As perguntas foram fluíndo e o resultado final foi bastante positivo, pois os alunos presentes, cerca de 47 alunos, inquitaram as suas mentes para o amor de Deus que nos quer ver felizes. De seguida e como forma de marcar este momento, alguns alunos escreveram frases num painél que foi realizado para o efeito e que passará pelas escolas onde se desenvolverá esta iniciativa e será exposto no Dia Diocesano da Juventude: " Jovens com Deus, Jovens Felizes!"; "Acreditar em Deus é o começo para uma vida feliz!"; "Abre o teu coração e a tua mente para o melhor caminho!"


Vale a pena ACREDITAR!


video

À Procura da Beleza...

No dia 21 de Março, Dia da Floresta, realizou-se uma caminhada inserida nas actividades de EMRC, Área de Projecto, do Clube da Floresta e Eco-Escolas, desde o Vale do Rossim até Folgosinho.


Participaram 38 alunos que com muito entusiasmo deram alegria e cor a este dia de sol, onde em algumas circuntâncias quase se contactava com o Céu imenso ... Há tanto a agradecer pela maravilhas de Deus...


Aqui ficam alguns registos:




Ser Voluntário, Ser Solidário - Visita de Estudo à Casa do Gaiato





No dia 14 de Março de 2011, 54 alunos do 6ºano participaram na Visita de Estudo à Casa do Gaiato e ao Parque Biológico da Lousã.

Da parte da manhã tiveram oportunidade de fazer a visita guiada à instituição, com a colaboração do seu Director, Rev. Pe. Manuel, o qual fez uma resenha histórica da mesma, falou do seu fundador, Pe Américo, amigos dos mais pobres e principalmente das crianças ou gaiatos sem casa para viver.

Atualmente, a Casa do Gaiato tem 40 meninos oriundos de várias partes, como por exemplo de Lisboa, Cabo Verde e de outras zonas.

Tendo em conta o exemplo, a acção desenvolvida, os alunos ofereceram a quantia de 240, 34 €, fruto do seu empenho e vontade de colaborar numa causa tão preciosa.

É dando que se recebe, é partilhando o que se tem que nos dignifica como pessoas. Os alunos da Escola Básica Dr. Abranches Ferrão, foram um bom modelo disto mesmo.


terça-feira, 22 de março de 2011

Dia Diocesano da Juventude - 16 de Abril de 2011


Segunda, 28 Março 2011

10h30 Workshop: “Jovens, sede Jovens“ João Paulo II

com ou sem Deus?!”

Animador: Pe. Jorge Castela

Local: Escola EB 2/3 Abranches Ferrão

Entrada Livre

Terça, 05 Abril 2011

21h00 Conferência: “Os Desafios de Bento XVI em Portugal”,

Animadora: Aura Miguel, Jornalista da Rádio Renascença

Local: Centro de Interpretação da Serra da Estrela

Entrada Livre

Quarta, 06 Abril 2011

10h15 Workshop: “Não tenhais medo! O Convite de João Paulo II e Bento XVI aos Jovens”

Animadora: Aura Miguel, Jornalista da Rádio Renascença

Local: Centro de Interpretação da Serra da Estrela

Entrada Livre

Quinta, 07 Abril 2011

14h15 Workshop: “Jovens, sede Jovens“ João Paulo II

com ou sem Deus?!”

Animadores: Helena e Nuno Osório

Local: Escola EB 2/3 Tourais/Paranhos

Entrada Livre

Sexta, 08 Abril 2011

14h10 Workshop: “Jovens, sede Jovens“ João Paulo II

com ou sem Deus?!”

Animador: D. Manuel Felício (Bispo da Guarda)

Local: Escola Evaristo Nogueira, São Romão

Entrada Livre

Domingo, 10 Abril 2011

21h00 Via Sacra Jovem, com a presença de D. Manuel Felício (Bispo da Guarda)

Local: Igreja Matriz

Sexta, 15 Abril 2011

21h00 Concerto de Oração / Nova Evangelização

Claudine Pinheiro

Local: Igreja Nossa Senhora do Rosário

Entrada Livre

Sábado, 16 Abril 2011

Dia Diocesano da Juventude

10h00 Acolhimento no Largo da Câmara Municipal

12h00 Eucaristia Solene (Igreja Nossa Senhora do Rosário)

15h30 VII Festival Diocesano da Canção de Mensagem

Local: Cine Teatro Jardim

terça-feira, 1 de março de 2011

Concurso Blogue - Voluntariado para a Cooperação

O Voluntariado para a Cooperação é um tipo específico de voluntariado. Consiste na acção daqueles que agem de livre vontade, sem remuneração, em benefício de pessoas dos Países em Desenvolvimento, no quadro de um programa de Voluntariado promovido por determinada organização.
O voluntariado para a cooperação insere-se numa lógica de projectos que são desenvolvidos com base nas necessidades dos locais (países em desenvolvimento). A partir daí, faz-se a selecção dos voluntários que melhor se enquadram nesses contextos e que estão aptos para partir e dar resposta a essas necessidades. Estes projectos garantem uma continuidade, não geram situações de dependência, e contribuem de facto para a melhoria das condições da população desses países ao contrário de outro voluntariado que é mais “vivencial”.
Este voluntariado pode ser nacional, apoiando o esforço das organizações nos Países em Desenvolvimento a partir de Portugal, ou pode ser internacional, quando os voluntários vão mesmo para o terreno.

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

XIV Inter - Escolas Diocesano










No dia 17 de Fevereiro, em representação da Escola Básica Dr. Abranches Ferrão, 23 alunos participaram no XIV Inter-escolas Diocesano que mobilizou cerca de 600 alunos e professores de Educação Moral e Religiosa Católica.
Sob o lema: Fazei das Vossas Vidas Lugares de Beleza, o dia começou com a concentração dos alunos na Sé Catedral, símbolo da igreja-mãe da Diocese da Guarda, na qual se pode ouvir a mensagem do Sr. Bispo, D. Manuel Felício, que convidou todos os presentes a escolherem bem, pois a vida é escolher e a disciplina de EMRC é uma boa oportunidade que é oferecida para isso mesmo. Reforçou que era importante viver a alegria que é comunicada na disciplina, bem como aplicar na dia-a-dia os valores que ela transmite e ensina.
Da parte da tarde, apesar do tempo estar instável, os alunos juntamente com os seus professores souberam dar alegria, beleza e partilharam cada momento que foi proporcionado.
"Pelos seus frutos, os reconhecerão", eis um grande desafio que marca a vida dos alunos inscritos em Educação Moral Religiosa Católica.












Festival Diocesano de Mensagem/ Concurso de Fotografia

O Dia Diocesano da Juventude, que este ano ocorre na cidade de Seia no dia 16 de Abril, será palco também do VII festival Diocesano Jovem da canção de Mensagem. Para participar no festival, os jovens interessados devem elaborar a música partindo de uma passagem/citação do “Evangelho de S. Mateus”. As inscrições estão abertas até dia 25 de Março.

No âmbito do Dia Diocesano da Juventude, a Galeria Paz de Espírito e o DPJG propõem-te participares num concurso de fotografias alusivo ao tema “enraizados e edificados em Cristo”. Podem participar os jovens com idades compreendidas entre os 14 e os 30 anos à data da entrega dos trabalhos, isto é, dia 1 de Abril. As fotografias (digitais, em formato JPG, com uma resolução mínima de 300 dpi ; A cor ou a preto e branco) devem ser enviadas para os seguintes endereços de e-mail: geral@pazdeespirito.com e dpjguarda@gmail.com.

domingo, 13 de fevereiro de 2011

A Religião e a Cultura - Visita de Estudo aos Templos Religiosos

No dia 3 de Fevereiro de 2011, no âmbito da disciplina de Educação Moral e Religiosa Católica e de Língua Portuguesa, os alunos do 9ºano realizaram uma visita de estudo a Lisboa com os seguintes objectivos: - Visualização do Auto da Barca do Inferno de Gil Vicente, Visita ao Mosteiro dos Jeróninos e ao Centro Budista de Tradição Tibetana.


Foi de facto uma experiência inesquecível, não só pela interactividade criada durante o teatro, bem como a magnificência do grande monumento que faz parte do Património Mundial da Unesco.


A visita ao Centro Budista realçou o impacto de uma filosofia de vida, no dia-a-dia de algumas pessoas, muito semelhante ao Cristianismo, no seu princípio de fazer o bem aos outros. Aqui, foi proporcionado aos alunos uma experiência de meditação que é fundamental para o bem-estar interior e para o sucesso nas acções diárias.
Valeu a pena a experiência!



( Alunos de 9ºano)





video

Dia da Não-Violência Escolar e da Paz



Olá!
Eis um desafio que é lançado para as escolas do Agrupamento e que se prende com a construção da Corrente da Paz com a colaboração dos alunos matriculados na disciplina de Educação Moral e Religiosa Católica das três escolas e seus professores.
D. Carlos Ximenes Belo, diz: “ A escola é um espaço privilegiado para lançar a semente e criar condições para construir um mundo mais humano, onde deve imperar a paz, o respeito e reconhecimento pelos outros.”
O mundo de hoje é assolado por violências e guerras que comprometem a realização da paz, e por mudanças sociais e culturais que põem em risco a solidez da paz já alcançada. É um valor urgente, pois sem ela não há desenvolvimento humano integral, harmónico, durável e sustentado.
A Paz é um dom de Deus oferecido à Humanidade, porque “Deus é amor” (1Jo4,16) e o amor gera paz.
A Natureza da Paz requer empenho da humanidade, a todos os níveis e de múltiplas formas, como por exemplo: a formação da consciência pessoal e social, o respeito pelo próximo, a valorização do diálogo entre culturas e as relações entre os povos e nações, imbuídas de justiça e solidariedade.
“Pelos seus actos os reconhecereis.” (Mt.7,20) Todos juntos podemos fazer a diferença!

Deixa a tua marca!
A professora de EMRC: Estela Cristina Brito

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011




Gostei muito da viagem porque nos fez reflectir mais sobre nós próprios e sobre os outros; ajudou-nos a compreender melhor o que nos envolve.
(Cristiana Matos e Andreia Martins - 8ºC)

Aprendemos a partilhar e a gostar mais pessoas e manifestar os nossos sentimentos, a sermos nós próprios.

( Rita e Daniela - 8ºC)

Esta viagem fez-nos pensar que podemos ser importantes para as outras pessoas. (Ângela Pais e Mariana Ferreira - 8ºC)

Nós somos estrelas que devem sempre sorrir...

(Cátia Santos e Raquel Lopes - 8ºC)

Somos especiais e únicos; Não devemos julgar as pessoas e devemos ter respeito por elas...

( Catarina Monteiro e Catarina Almeida - 8ºB)